Português | English

Cia dos Infames

A Cia dos Infames foi fundada por um grupo de artistas das mais diferentes áreas, tais como cinema, teatro, artes plásticas, música, arquitetura e literatura. Seu primeiro projeto – FOUCAULT 30 Anos - trouxe para os palcos paulistanos a proposta da Cia de articular o fazer teatral, a reflexão filosófica e o audiovisual, contribuindo para a ampliação do working space do teatro na contemporaneidade.

O Projeto Foucault 30 Anos foi composto pelo espetáculo A VIDA DOS HOMENS INFAMES – baseado nos diários de Pierre Riviere e Herculine Barbin, trazidos à luz pelo filósofo Michel Foucault – e o ciclo de debates “Por Um Teatro Não-Fascista”, contando com a participação de filósofos e artistas, tais como Ruy Filho, Samir Yazbek, Maria Eugênia de Menezes, Luis Fuganti, Roberto Alvim, Fábio Zanoni, Daniel Pereira Andrade, Cia Ueinz e Salma Tannus.

O segundo projeto da Cia, MÚSICA PERFEITA PARA O SUICÍDIO, teve como disparador a obra do filósofo romeno Emil Cioran. Foi selecionado na 2a edição do Prêmio Zé Renato.

O terceiro projeto, O CARA MAIS ESPERTO DO FACEBOOK, partiu do livro homônimo de Abud Said.

O quarto projeto foi O NOME DAS COISAS, contemplado no prêmio Cleyde Yáconis, que se debruçou sobre a obra da poeta portuguesa Sophia de Mello Breyner Andressen.

A Cia dos Infames é o braço teatral da Bela Filmes, que tem em seu currículo mais de 15 filmes. Recebeu alguns dos principais prêmios do cinema brasileiro, tais como o APCA, 18o É Tudo Verdade, Prêmio Governador do Estado para Cultura e SESC Melhores Filmes.

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.
OK